Tipos de Emprego: Descubra os tipos de Emprego em Portugal

Escrito por:

Tiago Cardoso
Imagem Ilustrativa dos Tipos de Emprego

No panorama laboral do século XXI, os modelos de trabalho tornaram-se diversificados e multifacetados, estendendo-se muito além dos formatos tradicionais.

Esta variedade de oportunidades de emprego oferece às pessoas a liberdade de escolher o tipo de trabalho que mais se adequa às suas necessidades e aspirações pessoais.

Aprofundemo-nos, então, nos vários tipos de emprego que se destacam no mundo laboral de hoje.

1. Emprego a Tempo Inteiro

O emprego a tempo inteiro, ou full-time, é o mais convencional e comum no mundo laboral. Normalmente, engloba uma semana de trabalho entre 35 a 40 horas, conforme as leis do país em questão.

Em Portugal, conforme o Código do Trabalho, a duração normal do trabalho não pode exceder o limite máximo de 40 horas por semana (Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro) [1].

2. Emprego a Tempo Parcial

O emprego a tempo parcial, ou part-time, pressupõe uma carga horária de trabalho inferior à do emprego a tempo inteiro. A definição exata de part-time pode variar, mas geralmente os trabalhadores trabalham menos de 35 horas semanais.

3. Emprego Remoto

O emprego remoto, também conhecido como teletrabalho, permite que os colaboradores desempenhem as suas funções fora das instalações da empresa, normalmente em casa. Este tipo de emprego tem ganho grande popularidade, sobretudo devido à pandemia do COVID-19 que obrigou muitas empresas a adaptarem-se a este formato. Em Portugal, a lei garante o direito de solicitar o teletrabalho (Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro) [1].

4. Emprego Temporário

Os empregos temporários são contratos de trabalho de curto prazo que têm uma duração específica. Este tipo de emprego é utilizado para suprir necessidades pontuais da empresa, como picos de trabalho ou substituição de trabalhadores em licença. Geralmente, este tipo de emprego é praticado por empresas de trabalho temporário. O Código do Trabalho Português, no artigo 140º, nº 4, esclarece que o contrato de trabalho temporário pode ser celebrado para satisfação de necessidade temporária da empresa [1].

5. Emprego Noturno

O emprego noturno é um tipo de trabalho que requer o desempenho de funções durante a noite, fora do horário comercial tradicional. De acordo com o artigo 223º do Código do Trabalho Português, o trabalho noturno deve ser compensado com um subsídio específico.

6. Trabalho por Conta Própria

O trabalho por conta própria pressupõe que o indivíduo gere o seu próprio negócio ou trabalhe como freelancer. Este modelo de trabalho oferece maior flexibilidade, mas também implica maiores responsabilidades, como a gestão de impostos e benefícios. Em Portugal, o regime de trabalhadores independentes é regulado pelo Decreto-Lei nº 2/2021, de 22 de Fevereiro [2].

7. Emprego de Fim de Semana

Os empregos de fim de semana requerem que os colaboradores trabalhem nos fins de semana, quer em substituição dos dias da semana, quer como complemento. São comuns em indústrias como o retalho e a hospitalidade, que registam maior afluência de clientes aos fins de semana.

8. Estágios e Trabalho Freelancer

Os estágios proporcionam a estudantes ou recém-formados a oportunidade de ganhar experiência prática numa área de interesse. Podem ser remunerados ou não, consoante o setor e a localização.

O trabalho freelancer, por sua vez, assemelha-se ao trabalho por conta própria, com a diferença de que os freelancers geralmente trabalham por projeto para várias empresas ou clientes.

Em suma, os tipos de emprego existentes são tão diversos quanto as pessoas que os desempenham. Cada modelo de trabalho oferece vantagens e desvantagens que devem ser ponderadas de acordo com as necessidades, aspirações e circunstâncias individuais de cada um.

Conclusão

A multiplicidade de tipos de emprego disponíveis na atualidade reflete a complexidade e a diversidade do mundo do trabalho no século XXI. Cada modelo de trabalho possui as suas características únicas, benefícios e desafios. Portanto, é crucial compreender as especificidades de cada tipo de emprego, para fazer uma escolha informada que se alinhe com as suas necessidades, habilidades e aspirações.

Seja o emprego a tempo inteiro ou parcial, o trabalho remoto ou temporário, noturno ou de fim de semana, seja o trabalho por conta própria ou o freelancing, cada um desses modelos pode ser o mais adequado para si, dependendo do seu estilo de vida, objetivos de carreira e outras considerações pessoais.

Lembre-se de que, independentemente do tipo de emprego que escolher, o mais importante é que este contribua para a sua satisfação pessoal e profissional. Afinal, o trabalho é uma parte significativa da nossa vida e, portanto, deve estar alinhado com os nossos valores, interesses e aspirações.