Saiba tudo sobre vistos de trabalho para Portugal para estrangeiros

anunciar vaga de emprego

Portugal tem vindo a ser palco para estrangeiros virem trabalhar, nomeadamente as nacionalidades que mais chegam a Portugal para trabalhar são brasileiros, ucranianos e estrangeiros oriundos do continente Africando entre outros. Quando se trata de estrangeiros vindo da própria União Europeia estes vêm para aproveitar a idade da reforma a grande maioria. Portanto iremos nos focar nos que vêm para trabalhar o que é necessário e que tipos de vistos. Sabemos que existem vários tipos de vistos para poder trabalhar em Portugal, porém nem todos são necessários, vamos ver o que é necessário. 

Existem vários tipos de visto que podemos tirar em Portugal, consoante a nossa necessidade, alguns vêm para abrir negócios, contando que a renda tem de ser oficial. Se estiver a ter lucro em sites de apostas, por exemplo como na plataforma de aposta 22betportuguese.com, não é válido para obter um visto. Porém é válido em Portugal usar como renda extra quando tiver um trabalho ou negócio já com visto usar este tipo de sites. 

Vamos começar primeiro para quem não precisa de visto, todos os cidadãos que pertencem à União Europeia ou que pertençam ao espaço Schengen não necessitam de visto para morar ou trabalhar em Portugal, as razões são óbvias. 

Tipos de Vistos 

Existem dois tipos de vistos para quem quer vir para Portugal trabalhar que não pertençam aos espaços que mencionamos acima ou seja os cidadãos não europeus ou do espaço Schengen.

  1. Visto de Longa duração
  2. Visto de estadia temporaria

Vamos começar pelo visto de longa duração que acreditamos que o que a maioria dos estrangeiros não europeus procuram. Este visto poderá ter início de estadia temporária e depois ser alargado, isto significa que se ficar no país mais de 90 dias terá de obter um de longa duração, é ideal para obter um visto de residência permanente por meio do trabalho. Queremos salientar que estes vistos não são exigidos também para quem tem família directa portuguesa, por exemplo, pai, mãe ou cônjuge. 

Já o visto de estadia temporária, serve para poder entrar no país múltiplas vezes porém com autorização com a duração de menos de um ano. Este tipo de visto é muito usado para trabalhos sazonais ou para exercer actividades independentes. 

Caso tencione ficar no país a trabalhar por longos prazos terá de recorrer ao visto de autorização de residência. A validade é de duas entradas no país, durante a duração deverá solicitar ao SEF (Serviços Estrangeiros e Fronteiras) o título para residência no país. Este visto vai dar acesso a área de trabalho ou para formação profissional e voluntariado. Para a renovação do mesmo visto terá de o fazer sempre no SEF até à data corrente. Para solicitar ou começar o processo do visto o Estado portugues criou o portal E-Visa, que visa simplificar essa tarefa onde poderemos consultar o estado do formulário que submetemos. Este portal permite podermos poder tomar algumas acções como alterar a password, consulta de pedidos e outras acções básicas. 



Posts Relacionados

Subscrever
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments