Quais os tipos de financiamento disponíveis para dar vida ao seu projeto em 2022?

Quer se trate da abertura de um negócio em nome próprio, quer se trate daquela viagem com que sempre sonhou, a concretização do seu projeto está ao alcance da sua mão, desde que, claro está, exista capital para o concretizar.

Se não quer deixar os desejos de ano novo em banho-maria e aproveitar 2022 ao máximo para finalmente começar o projeto pessoal que vem adiando há anos, pegue no bloco de notas e comece a tirar apontamentos sobre os vários tipos de financiamento que tem ao seu dispor.

Tipos de financiamento disponíveis

Crédito Pessoal

Quando o financiamento é o maior entrave à concretização de um projeto pessoal, a maioria dos portugueses deposita a sua confiança no crédito pessoal.

De forma geral, este instrumento de crédito oferece ao consumidor entre 250 euros e 75 mil euros, dinheiro que pode ser utilizado para qualquer fim.

Por exemplo, quando se compara o crédito pessoal com os também muito solicitados cartões de crédito, o primeiro acaba por sair por cima, uma vez que permite um planeamento mais rigoroso do seu orçamento dado que o reembolso do financiamento é pré-programado e pode ser diluído até um máximo de 84 meses.

Para além da sua maior abrangência e competitividade das suas taxas de juro, o crédito pessoal assume-se ainda como uma solução bastante rápida decorrente do processo de digitalização dos serviços financeiros dos bancos portugueses.

Tome-se, por exemplo, a solução de crédito pessoal do UNIBANCO, que oferece no seu site um simulador de crédito pessoal que lhe permitirá calcular os valores de mensalidade para empréstimos entre €5.000 e €75.000 cruzando-o com o prazo em que pretende fazê-lo (entre 24 e 84 meses) e as taxas de juro específicas para cada escolha.

Depois de determinado o valor e prazos de reembolso que melhor assentam nas suas necessidades, pode solicitar imediatamente o seu crédito pessoal online, uma vez que o UNIBANCO já disponibiliza uma adesão totalmente digital a esta modalidade de crédito.

Para além da rapidez da adesão, das mensalidades fixas e da possibilidade de adicionar  seguro, o crédito pessoal do UNIBANCO, marca da UNICRE instituição financeira de crédito, está disponível para clientes de qualquer banco e não tem comissões de abertura.

Crédito renovável (revolving)

Apesar do nome poder não soar a algo familiar para a maioria dos portugueses, o crédito renovável é o mesmo que lhe dizermos que estamos a falar de cartões de crédito, facilidade de descoberto, linhas de crédito ou contas bancárias correntes, tipos de financiamento que supõe, à partida, a definição do plafond que pode ser utilizado ou reutilizado. O tempo de duração do crédito é indeterminado.

Ainda que estejam, por norma, associados a gastos de valor mais baixo, a verdade é que qualquer uma das modalidades do crédito renovável pode, igualmente, ser utilizado na abertura de um pequeno negócio ou na remodelação da habitação.

Créditos de Apoio Empresarial/Criação do Próprio Negócio

Destinados à criação do próprio emprego e ao apoio à inovação das empresas, este tipo de crédito junta, à mesma mesa, os bancos com as suas linhas de crédito e as entidades públicas com caráter institucional.

Quanto ao financiamento propriamente dito, os apoios disponibilizados por estas ferramentas podem ser a fundo perdido, situação em que se exige a concretização de determinados objetivos, ou não, como é o caso das linhas de crédito.

Além de as verbas disponibilizadas pelas linhas de crédito não serem a fundo perdido, os critérios para a sua atribuição podem variar em função da dimensão, fase do negócio, objetivo ou ainda lançamento do negócio. A isto, soma-se a possibilidade de o banco poder requerer a apresentação de um Plano de Negócios que comprove a rentabilidade dos investimentos.

Crédito de Apoio ao Estudo

Ao longo deste artigo fomos falando da criação do próprio negócio e da remodelação da habitação como exemplo de projetos que podem ganhar vida em 2022, mas não nos podemos esquecer que, não raras vezes, o grande objetivo de muitos portugueses é voltar a estudar.

Se este é o projeto para este ano e precisa de financiamento, existem no mercado financeiro português os chamados “Créditos de Apoio ao Estudo” que se destinam a auxiliar estudantes universitários (Licenciaturas, Mestrados, Pós-Graduações, Cursos de Especialização Tecnológica e Programas de Mobilidade Internacional) a pagar propinas, residência e alimentação.

Em termos gerais, os valores disponibilizados por este tipo de crédito variam entre os 1.000 e os 25.000 euros para um prazo máximo de reembolso de 5 anos sujeito a um período de carência. De sublinhar que as taxas de juro são fixas.



Subscrever
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments