fbpx
9 Dicas para Encontrar um Emprego Durante a Pandemia em 2021
Como Encontrar um Emprego Durante a Pandemia de 2021

Se procura emprego, deve estar a perguntar-se como proceder no contexto atual, em 2021? Com esta pandemia, as crises económicas obrigam os recrutadores e os candidatos a emprego a reverem as suas práticas para se adaptarem às novas normas de higiene e segurança.

Descobre as nossas 9 dicas para ajudá-lo a encontrar um emprego durante esta pandemia.

Como Encontrar Emprego em 2021 Durante o COVID19?

Como Encontrar Emprego em 2021 Durante o COVID19

1. Seja Persistente

Encontrar um emprego pode levar algum tempo, especialmente em tempos de crise como o que vivemos. Encontrar um emprego agora pode ser comparado a uma verdadeira corrida de resistência. Os esforços podem durar e ser dolorosos, mas mais cedo ou mais tarde vão valer a pena.

É importante olhar para as ofertas de emprego diariamente, várias horas e personalizar o seu currículo se necessário. Armadilhe-se com paciência, não só consigo mesmo. Os processos e ferramentas mudaram, requerem uma certa adaptabilidade. Paciência e perseverança devem guiá-lo durante toda a sua procura de emprego. Não desista, provavelmente terá uma ou mais recusas, mas os seus esforços vão valer a pena e será recompensado pela sua presença.

O nosso conselho: para ajudá-lo na sua procura de emprego, pode criar uma rotina. Por exemplo, escolher horas para pesquisas de emprego e envios de currículos, diariamente. Quanto mais regular for, maiores serão as suas hipóteses de conseguir um emprego.

2. Escolha Setores que São Resilientes à Crise

Alguns sectores recrutam mais do que outros. E a epidemia de Coronavírus teve incontestavelmente um impacto na desaceleração do recrutamento naqueles que menos contratam, como hotéis ou restaurantes. Se, apesar de toda a sua pesquisa, não encontrar anúncios de emprego que correspondam às suas expectativas, talvez seja hora de procurar em outro lugar, ou optar por uma  reconversão profissional.

Mesmo durante a epidemia de Covid-19, os chamados sectores “essenciais” recrutam constantemente. Estes incluem, por exemplo, os sectores alimentares, os sectores de comércio eletrónico, as profissões sanitárias (médicos, enfermeiros, etc.), os sectores farmacêuticos, agroalimentares e os sectores dos transportes.

3. Atualize o Seu ‘show-case’

É essencial manter a sua “montra profissional” atualizada, nomeadamente: o seu CV, a sua carta de apresentação e os seus vários perfis ‘online’ em sites de emprego e redes sociais. O objetivo desta atualização é incluir qualquer nova informação que possa ajudá-lo na sua pesquisa de emprego: formação, habilidades adquiridas, competências informáticas…

Adapte o seu CV e a sua carta de apresentação com base em cada oferta e pergunte-se se as posições que candidata correspondem às suas habilidades, ao seu passado e ao nível de experiência. Mas não seja muito arrogante consigo próprio. É melhor tentar a sua sorte do que perder uma chamada de um recrutador que quer “testá-lo” apesar da sua baixa compatibilidade com a oferta de emprego.

Se olha para uma área afetada pela crise económica, é melhor que apresente as suas competências transferíveis, ou seja, aquelas que são compatíveis com outras profissões. Isto permitirá ao recrutador posicioná-lo num trabalho diferente do inicialmente visado, se este último estiver em escassez. Isto vai aumentar as suas hipóteses de encontrar um emprego.

Em tempos de crise, os recrutadores favorecem perfis com experiência para garantir o recrutamento. Quando apresenta as suas experiências, mencione as situações complicadas que enfrentou no passado e explique como se safou.

Se treinou durante a primeira onda de confinamento (em ferramentas de computador ou comunicação remota, um idioma), agora é a hora de o indicar no seu CV. Pode fazer a diferença na procura de emprego!

4. Trabalhe na sua Visibilidade

Está à procura de emprego? Deixa todo o mundo saber! Use e use todos os meios à sua disposição para maximizar a sua hipótese de “aterrar” no trabalho dos seus sonhos.

5. Faça a sua Rede Pessoal e Profissional Funcionar

A rede profissional, bem como pessoal, é também uma excelente ferramenta para trabalhar a sua visibilidade e dar a conhecer a sua empregabilidade. Não se prive disso e diga à sua volta que está disponível no mercado de trabalho. Aqueles que lhe conhecem melhor são os vossos melhores recrutadores. 

6. Mostre a sua Adaptabilidade

Além de puras habilidades técnicas, outros podem inclinar a sua aplicação para um ‘design’ favorável. São habilidades suaves, ou seja, habilidades comportamentais. Garantem ao recrutador a sua adaptabilidade na empresa, mas também a sustentabilidade da sua contratação.

Em tempos de crise económica e sanitária, portanto, de instabilidade e mudanças profundas, são particularmente procuradas certas pequenas habilidades. Qual deles? Todos aqueles que mostrarão a sua capacidade de adaptação às várias mudanças motivadas pela epidemia covid-19. Ou seja, resiliência, otimismo, agilidade, espírito de equipa, flexibilidade, tomada de decisão.

O nosso conselho: no seu currículo, ou oralmente durante a entrevista de emprego, não hesite em ilustrar o seu bem-estar com exemplos concretos. Na sua vida profissional, teve de lidar com uma situação complicada? Mencione-o. Na sua vida pessoal, o seu passatempo usa estas habilidades-chave? Conta, conta tudo!

Leia Também: 7 Formas de Ganhar Dinheiro estando Desempregado

7. Abrace o Teletrabalho

A epidemia de Coronavírus democratizou o teletrabalho e até a tornou indispensável. É agora impossível ser refratário ou desconfortável com esta nova forma de trabalhar.

Pode avaliar-se contra as habilidades necessárias para o teletrabalho adequado. Estas são habilidades que nem todos têm necessariamente:

  • Sinta-se Confortável com as Ferramentas Online: Skype, Zoom, Microsoft Teams… Se não, agora é a hora de treinar!
  • Ser capaz de se adaptar: ágil e adaptável
  • Saber falar Através de um Ecrã: a forma de comunicar à distância é diferente. Tem de saber o básico e vender atrás de um ecrã.
  • Saber trabalhar em equipa, mesmo remotamente.
  • Ser capaz de gerir a sua equipa remotamente.  

Inclua estas habilidades-chave no seu Currículo, para que possa fazer a diferença com outro candidato.

8. Cultive o seu Otimismo

Em tempos de epidemia de Covid-19, a sua moral pode não estar no seu auge. Os seus entes queridos apanharam a Covid-19, perdeste o emprego… Estas razões afetam o seu estado de espírito, e isto é compreensível. Mas é importante fazer um balanço. Não deve deixar-se deserdado contra o recrutador e o recrutador não deve estar ciente da sua motivação diminuída.

Como não demonstrar a baixa motivação a frente do recrutador? Aconselhamos que cuide de si mesmo. Tanto a sua saúde mental como a sua aparência física. Ir ao cabeleireiro, vestir-se bem, não se deixe ir abaixo.

9. Prepare a sua Entrevista de Videoconferência para Torná-la num Sucesso

Os acordos de recrutamento não são imunes à crise e também tiveram de se adaptar aos constrangimentos da barreira física. O novo modelo agora reconhecido e colocado para contratar candidatos é a videoconferência.  

Nem todas as pessoas se sentem confortáveis em frente a uma câmara, e é por isso que é necessário preparar a videoconferência e dar a si mesmo todas as oportunidades para conseguir um emprego.

Aqui ficam algumas dicas que lhe podemos dar para ajudá-lo a ter sucesso neste exercício:

  • Escolha um Local Ideal: tranquilo, sem ruído, luminoso. Corte todas as fontes de incómodo sonoro, como a televisão, a vibração do portátil…
  • Trabalhe na sua Aparência: mesmo em casa, deve manter-se profissional e o seu vestido (da cabeça aos dedos) deve revelar o seu profissionalismo. Uma dica: vista-se como se fosse fisicamente à entrevista de emprego.
  • Verifique se Está Tudo a Funcionar 10 Minutos Antes da Consulta: para testar, a ligação à ‘internet’, o microfone e a câmara.

O nosso conselho: em caso de problema técnico de última hora, não entre em pânico. Notifique o recrutador o mais rápido possível, explique o seu problema e planeie com eles um possível adiamento da sua entrevista de emprego.