Como escolher entre duas ofertas de emprego - Emprego Mais

Como escolher entre duas ofertas de emprego

Se recebeu duas ofertas de emprego e está a tentar decidir qual aceitar, pode ser um processo difícil. É fácil deixar que as suas emoções ou o salário oferecido influenciem a sua decisão, mas é importante reservar algum tempo para considerar cuidadosamente qual o emprego que melhor se adequa a si a longo prazo.

Este artigo fornecerá dicas sobre como avaliar ambas as ofertas de emprego e identificar quaisquer “bandeiras vermelhas” para o ajudar a fazer a melhor escolha.

Certifique-se de que tem informação completa sobre cada oferta

Ao comparar duas ofertas de emprego, é importante considerar mais do que apenas o salário. Para tomar uma decisão informada, deve reunir o máximo de informação possível sobre ambas as ofertas, incluindo detalhes sobre os pacotes de benefícios. Pedir esta informação aos gestores de contratação pode ajudá-lo a obter uma imagem completa do que cada emprego tem para oferecer.

É também uma boa ideia fazer a sua própria pesquisa sobre as empresas e funções, para garantir que tem uma compreensão abrangente do que está disponível. A preparação é fundamental em qualquer negociação e pode ajudá-lo a fazer a melhor escolha para a sua carreira.

Faça uma comparação “lado a lado”

Para o ajudar a decidir entre duas ofertas de emprego, é útil criar uma lista dos prós e contras de cada oferta. Certifique-se de comparar todos os fatores relevantes, tais como salário, horas, tempo de deslocação, oportunidades de crescimento, relação com o futuro patrão, regalias, valores da empresa, reputação da empresa e impressões gerais. Isto ajudá-lo-á a pesar os benefícios e desvantagens de cada emprego e determinar qual deles se adequa melhor aos seus objetivos de carreira.

Descubra o que realmente importa

Ao avaliar as ofertas de emprego, é importante considerar os benefícios que são mais relevantes e importantes para si. Alguns benefícios, como a licença de maternidade e paternidade ou até subsídio de alimentação, podem não ser aplicáveis a todos, enquanto outros, como uma generosa política de bónus ou as sextas-feiras de verão livres, podem ser mais atraentes.

Para o ajudar a comparar as ofertas e a compreender as compensações que está a fazer, pode criar uma folha de pontuação que quantifica os elementos de cada oferta de emprego. Isto permitir-lhe-á pesar os prós e os contras e tomar uma decisão de qual oferta de emprego recusar.

Considere onde poderia negociar

Se tiver preferência por uma oferta de emprego em detrimento da outra, mas a outra oferta for mais apelativa em termos de salário ou benefícios, pode ser útil considerar que mudanças teriam de ser feitas à oferta que prefere para que a aceite. Isto pode dar-lhe ideias para negociar com o empregador ou fazer uma contraoferta.

Por exemplo, se gostar mais da primeira empresa, mas a segunda oferta for melhor, poderá querer pedir um horário mais flexível, a fim de tornar a primeira oferta mais apelativa. Isto pode ajudá-lo a encontrar uma forma de combinar os melhores aspetos de ambas as ofertas.

Oiça o seu instinto

Neste processo, é também importante considerar quaisquer bandeiras vermelhas que possam ter surgido durante o processo de entrevista. Por exemplo, ficou com a impressão de que a empresa tem um ambiente de trabalho tóxico ou que o patrão é desrespeitoso?

Preste atenção ao quão confortável se sentiu ao falar com as pessoas que o entrevistaram e considere se gostaria de trabalhar com eles diariamente. É importante equilibrar o salário e os benefícios oferecidos com a sua felicidade e satisfação geral no trabalho. Não ignore fatores importantes como as suas relações com o seu chefe e colegas de trabalho em favor de um salário mais elevado.

Recuse a oferta de forma positiva

Depois de ter decidido que oferta de emprego aceitar, é importante recusar educadamente a outra oferta. Agradeça ao empregador pelo seu interesse e mantenha a porta aberta para oportunidades futuras, expressando o seu apreço pela experiência e pela empresa. Isto irá ajudá-lo a manter uma relação positiva e poderá levar a futuras oportunidades. Mesmo que não pretenda voltar a procurar emprego num futuro próximo, é sempre uma boa ideia deixar uma impressão positiva e construir a sua rede profissional.