Apoios ao empreendedorismo: saiba como obter

Possui ideias para um negócio, mas não sabe onde obter um financiamento? Há apoios ao empreendedorismo que o podem ajudar nessa situação!
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Apoios ao empreendedorismo

A escassez de capital constitui o principal obstáculo à criação de uma empresa. Felizmente, para contornar esse obstáculo existem algumas opções ao dispor daqueles que gostariam de se aventurar no universo do empreendedorismo, mas não o fazem por falta de recursos financeiros.

Se tem uma ideia para um negócio, mas faltam-lhe meios para executá-la, então preste atenção aos apoios ao empreendedorismo que lhe apresentaremos a seguir, pois, é possível que através de um deles consiga levar para a frente, o seu negócio, mesmo não estando numa posição financeiramente favorável. 

Investe jovem

Este programa, oferecido pelo IEFP,  destina-se a promover o espírito empreendedor entre jovens que se encontrem numa situação de desemprego.

Estão elegíveis os jovens com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 30 anos, inscritos como desempregados no IEFP, que apresentem uma ideia viável para a criação de um negócio. 

Requisitos

  • Apresentar um investimento entre 2,5 e 100 x IAS *
  • Ter viabilidade técnico-financeira
  • Não incluir, no investimento a realizar, a compra de capital social de empresa existente

Apoios

  • Até 75% do investimento total elegível
  • Este apoio só financiará o fundo de maneio indexado ao projeto até 50% do investimento elegível, no limite de 5 x IAS*
  • Os promotores têm assegurar, pelo menos, 10% do investimento total através de capitais próprios

Plano Nacional de Microcrédito

Este é um plano que poderá ser usufruído por qualquer pessoa interessada em criar uma empresa, desde que apresente perfil de empreendedor e esteja em situação de desemprego, ou encontre dificuldades especiais de acesso ao mercado de trabalho e esteja em risco de exclusão social. 

Requisitos

  • O promotor do projecto tem de ter pelo menos 16 anos de idade
  • Metade dos promotores deverão, cumulativamente, ser destinatários do programa,
    criar o respetivo posto de trabalho a tempo inteiro e possuir em conjunto mais de 50% dos direitos de voto e do capital social
  • O projecto de criação da empresa durante a fase de investimento só pode criar até 10 postos de trabalho
  • O projecto terá de ter viabilidade económico-financeira
  • O processo de investimento e criação de postos de trabalho deverá estar concluído no espaço de 1 ano
  • Obter validação  da Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES)

Financiamento: Até €20.000

Apoio à criação do próprio emprego por beneficiários de prestações de desemprego

Mais outra iniciativa do IEFP de apoio ao empreendedorismo. Destina-se a beneficiários de prestações de desemprego que consigam desenvolver um negócio capaz de criar pelo menos o seu próprio emprego. 

Apoios

  • Pagamento, total ou parcial,  das prestações de desemprego, deduzido das importâncias
     já recebidas
  • Possibilidade de cumulação com a modalidade de crédito com garantia e bonificação da taxa de juro (linhas
    MICROINVEST E INVEST+)
  • Apoio técnico à criação de projetos

IAPMEI: Sistema de incentivos

O IAPMEI coloca à sua disposição três sistemas de incentivos, representando cada um deles um domínio específico do desenvolvimento empresarial: Inovação Empresarial e Empreendedorismo, Qualificação e Internacionalização das PME e Investigação e Desenvolvimento Tecnológico.

O foco destes incentivos é facilitar o desenvolvimento de empresas portuguesas em cada uma das fases do seu ciclo de vida, de modo a viabilizar a sua competitividade a nível dos mercados globais. 

Apoios 

  • Incentivo Não Reembolsável (apoio financeiro a fundo perdido, de acordo com o cumprimento de objetivos definidos em contrato)
  • Incentivo Reembolsável (empréstimo sem juros, respeitando as condições de reembolso definidas em contrato).

Alguma dúvida? Diga-nos abaixo.

Deixe um Comentário